FUNCEF terá novo portal de ouvidoria

Fundação utilizará sistema desenvolvido pela CGU

A FUNCEF tornou-se o primeiro fundo de pensão do país a aderir ao Programa Federal de Fortalecimento das Ouvidorias (Profort) do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) nesta quinta-feira (22/06).

Por meio do programa, o ministério irá ceder à FUNCEF, sem custo de aquisição, o código-fonte do sistema E-Ouv, um portal de ouvidoria já utilizado por mais de 130 órgãos federais, estados e municipais, entre eles a Previc.

O termo de adesão foi assinado pelo presidente da FUNCEF, Carlos Vieira, e o ministro da Transparência, Wagner Rosário. Também representaram a Fundação na cerimônia Délvio de Brito (diretor de Benefícios), Antonio Augusto (diretor de Administração), João Maceno Gomes (diretor substituto de Planejamento e Controladoria), Lore Manica Ribeiro (responsável pela Ouvidoria), Aubiérgio Barros (secretário-geral) e Elíbio Estrela (gerente de Auditoria).

“Neste processo de construção de uma nova governança, uma ouvidoria forte é muito importante. Resolvemos buscar um modelo de gestão para a ouvidoria que trouxesse independência e ferramentas necessárias”, afirmou Vieira.

Para o ministro Wagner Rosário, a Fundação deu um passo importante rumo às boas práticas internacionais de atendimento. “A FUNCEF está implementando um programa de conformidade, o que exige um trabalho de implantação uma ouvidoria forte”, disse.

Sistema E-OUV

Com a customização do sistema E-Ouv às suas necessidades, a FUNCEF irá criar um portal exclusivo de ouvidoria, capaz de garantir o caráter de confidencialidade das informações ali disponíveis. O sistema atende a recomendação feita por auditoria do Instituto Ibero-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente (IBRC).

Para o participante da Fundação, há um ganho em relação ao controle de prazos e facilidade de uso. “A maior facilidade é a desburocratização. O cidadão faz a manifestação sem nenhum elemento obrigatório ou que possa impossibilitá-lo de ter acesso à sua participação e controle social”, observou o ouvidor-geral da União, Gilberto Waller.

A ouvidora-chefe da Previc, Nádia Souza, por sua vez, ressaltou que os ganhos com o novo sistema vão além de maior controle e prazos. “A iniciativa em adotar este sistema sinaliza que a FUNCEF quer atender seu participante de forma mais transparente.”

Fortalecimento das Ouvidorias

Coordenado e implementado pelo Ministério da Transparência em dezembro de 2015, o Profort prevê uma série de compromissos por parte da FUNCEF. “Esse programa possibilita que órgãos e empresas que fizerem a adesão pensem no modelo de ouvidoria daqui para frente e formas de atuação em rede para melhorar a participação e controle sociais”, afirmou o ouvidor-geral da União, Gilberto Waller.

Compromisso assumido pela FUNCEF

– Debater temas de interesse das ouvidorias e traçar estratégias conjuntas de atuação;

– Comparecer a reuniões periódicas da Rede de Ouvidorias;

– Prestar informações à Ouvidoria-Geral da União a respeito dos seus dirigentes, ouvidores e outros agentes públicos responsáveis pelas atividades de ouvidoria, bem como atualizar tais informações, quando necessário;

– Fomentar a criação de redes de ouvidorias com os órgãos e entidades sob sua jurisdição. 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email